Programação para iniciantes: dicas de carreira

Programação para iniciantes: dicas de carreira

Você tem interesse na área de programação mas não sabe por onde começar? Confira neste artigo 5 dicas exclusivas para iniciantes!

Segundo o levantamento da Brasscom, a procura por profissionais na área de TI é de 420 mil pessoas, até 2024, no país. Atualmente, segundo a entidade, o Brasil forma 46 mil profissionais com perfil tecnológico por ano, ou seja, sobram vagas e falta mão de obra.

Todos os dias surgem novas tecnologias que dependem de programadores e, por isso, a demanda por profissionais qualificados dessa área está crescendo cada vez mais e daqui a dez anos isso estará em ainda mais evidência. 

Em comemoração ao Dia da Educação, nós selecionamos dicas exclusivas para você que tem interesse na área de programação e quer aprender a programar. Continue a leitura e confira algumas dicas para ajudá-lo em sua carreira como programador!

Leia também: 8 linguagens de programação mais usadas no mercado

Estude o mercado de trabalho

Antes de iniciar o processo de aprendizagem, é primordial que você dê o primeiro passo e realize uma pesquisa de mercado para ter certeza se é isso que você quer para o seu futuro. 

Uma boa dica é conversar com profissionais experientes e adquirir o máximo de conhecimento, afinal, é por meio deles que você construirá seu networking e terá um panorama completo da área de programação.

Tente colher o máximo de informações possíveis, dessa forma, você vai garantir que realmente quer ingressar nessa área e menor será o risco de escolher uma carreira que te cause frustração no futuro. 

Comece pela lógica de programação

Programar, independentemente de qual linguagem seja utilizada, sempre se baseia em conceitos básicos de lógica. Por isso, um dos passos mais importantes para quem quer começar a programar, é estudar um pouco da lógica de programação.

A lógica de programação é muito importante pois é através dela que você poderá construir o raciocínio computacional necessário. Além disso, é interessante conhecer os fluxogramas e compreender como eles são importantes para resumir o funcionamento dos sistemas. 

Após entender as diferenças e a semelhança entre esses padrões de modo, é hora de partir para o próximo passo: escolher uma linguagem de programação.

Escolha sua linguagem de programação

A linguagem de programação nada mais é do que a ferramenta utilizada para resolver problemas e, de forma geral, ela quase sempre é a mesma, variando apenas de acordo com a tecnologia escolhida. Veja só os tipos de linguagens existentes e suas funcionalidades:

  • Java: é definida como uma linguagem de programação orientada a objetos que é amplamente usada para o desenvolvimento de sites e aplicativos. Sua principal função é construir aplicações em rede, como jogos e programas;
  • JavaScript: é uma linguagem de programação usada para desenvolver aplicações, sistemas e serviços de alta complexidade, como incluir elementos dinâmicos como mapas, formulários, infográficos e muito mais;
  • Python: é uma linguagem de programação que pode ser utilizada para as mais diversas aplicações, como no back-end de sites e sistema web, sendo utilizado pelo Google, Youtube e até mesmo a NASA;
  • Linguagem C: é com ela que o estudante aprende a lógica de criação de algoritmos, por ser intuitivo e de fácil aprendizado. Apesar de não ser a linguagem ideal para algumas aplicações, é possível fazer de tudo um pouco com ela; 
  • PHP: é uma linguagem de programação utilizada por programadores e desenvolvedores para construir sites dinâmicos, extensões de integração de aplicações e agilizar o desenvolvimento de um sistema;
  • SQL: é utilizada para realizar tarefas complexas, como por exemplo, escrever queries e fazer consultas ou manipulações. No entanto, ela também pode executar tarefas simples em tabelas.
  • C#: é uma linguagem de programação orientada a objetos desenvolvida pela Microsoft, que roda sobre o .NET. que nos permite criar diversos tipos de aplicações, tais como, aplicações web, desktop, mobile, IoT e outras;
  • C++: é utilizado no desenvolvimento de softwares mais pesados, como sistemas integrados (CRM) e também é possível desenvolver games, compiladores, editores, ferramentas de programação, programas de redes e muito mais.

Faça exercícios diários

Para iniciantes em programação, a melhor forma de consolidar conhecimento é colocá-lo em prática. Reserve um tempo do seu dia para rever tudo aquilo que você aprendeu e pode começar realizando tarefas práticas e rápidas, como operações entre números, por exemplo.

Esse tipo de atividade são essenciais para que você treine as regras da linguagem de programação e experimente as boas práticas de programação. Além disso, é interessante que você se desafie a buscar formas diferentes de chegar a um mesmo resultado.

Faça cursos na área

Por fim, mas não menos importante: realize cursos sobre programação! Ter uma rede de apoio é muito vantajoso e vai muito além de apenas fazer networking ou ter referências. Participar de eventos, começar um novo curso, tirar as suas dúvidas e trocar experiências te ajuda a avançar. 

Você sabia que aqui na Mentorama nós temos vários webinars gratuitos sobre tecnologia todos os meses? São gratuitos e abordam diferentes temas das áreas mais promissoras da tecnologia, como UX/UI Design, Programação, Games e Marketing. Para ficar por dentro do nosso cronograma, clique aqui e já se inscreva para o próximo webinar!

Além disso, é importante que você esteja em constante atualização para se destacar na concorrência. Como? Conhecendo as novas ferramentas da sua área, estudando com mentores altamente qualificados e tendo o auxílio de uma escola que pode e vai te orientar. 

É isso o que fazemos aqui na Mentorama, e é por isso que somos considerada a escola online das profissões mais procuradas do mercado! Entre em contato com um de nossos especialistas e saiba mais.

REDAÇÃO MENTORAMA

Escrevemos sobre conceitos e notícias do mundo do design, programação, desenvolvimento de jogos, educação, desenvolvimento pessoal, carreira e negócios.
Inscreva-se em nosso blog

Não te mandaremos spam!
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments