Mulheres na tecnologia: conheça 5 pioneiras que revolucionaram a história

5 mulheres pioneiras que revolucionaram a tecnologia

Conheça 5 mulheres pioneiras na tecnologia que revolucionaram a história com suas invenções!

A luta por igualdade de direitos é longa e, a cada dia, um novo capítulo é escrito. Nessa semana tão simbólica destinada às mulheres, decidimos reunir alguns 5 mulheres pioneiras que revolucionaram a história da tecnologia. Continue lendo e saiba quais são elas!

Ada Lovelace

Quando falamos de mulheres pioneiras que revolucionaram a história da tecnologia, é claro que não poderíamos deixá-la de fora. Incentivada desde pequena por sua mãe a se destacar na matemática, Ada Lovelace é considerada a primeira mulher programadora de computador.

Em 1843, Augusta Ada King, traduzia os textos de Luigi Menabrea, um matemático italiano, sobre as ferramentas analíticas usadas por Charles Babbage, um matemático inglês. Esse trabalho resultou no primeiro algoritmo criado na história, muito antes da existência de máquinas que pudessem processá-lo.

Infelizmente, Ada Lovelace não viveu tempo o suficiente para ver a Máquina Analítica pronta e, consequentemente, seu algoritmo funcionando. Porém, em 1953, mais de cem anos após a sua morte, suas anotações foram republicadas. A máquina foi reconhecida como o primeiro modelo de computador, e as notas de Ada como a primeira descrição de um computador e um software.

Grace Hopper

Quando o quesito é pioneirismo, Grace Hopper tem inúmeros títulos para chamar de seus. Conhecida como a rainha da computação, ela foi a primeira mulher a se formar na Universidade de Yale, nos Estados Unidos, com PhD em matemática, além de ter sido a primeira almirante da Marinha dos EUA. 

No campo da tecnologia, ela foi uma das criadoras do COBOL, uma linguagem de programação destinada a bancos de dados comerciais. Além disso, Grace foi a responsável pela criação do termo “bug”, usado para indicar problemas em um software. 

Entretanto, Hopper tornou-se oficialmente protagonista quando desenvolveu linguagens de programação para o UNIVAC, o primeiro computador comercial fabricado nos Estados Unidos. Uma de suas principais frases que se tornou inspiração para as mulheres que lutam por representatividade na indústria da tecnologia foi: “é mais fácil pedir perdão do que permissão”. 

Hedy Lamarr

Você já se perguntou quem foi o responsável por criar o Wi-fi que você usa diariamente? Se não, agradeça a Hedy Lamarr! Além de ter sido atriz hollywoodiana, onde estrelou mais de 30 filmes, incluindo os clássicos “Sansão e Dalila” e “A História da Humanidade”, Hedy não se contentou apenas com seu destaque no cinema. 

Dona de uma inteligência absurda, Hedy Lamarr também tinha um grande fascínio pela ciência. Hedy inspirou-se ao observar um piano, notando que cada tecla emitia uma frequência de longo alcance diferente. 

Assim como nas melodias, nas quais as notas alternavam-se rapidamente, ela pensou em como isso poderia ser usado em espectros de comunicação militar. Projetado juntamente com o compositor George Antheil, o sistema foi concebido para que estações de radiocomunicação mudassem o seu sinal 88 vezes seguidas. 

A importância de sua invenção é tão grande que chegou a ser empregada em tecnologias de comunicação de guerra. Nos dias atuais, ela é usada também em redes celulares, no GPS, Bluetooth e até mesmo no Wi-Fi.

As garotas do ENIAC

As garotas do ENIAC, Betty Snyder, Marilyn Wescott, Fran Bilas, Kay McNulty, Ruth Lichterman e Adele Goldstine trabalharam em um dos primeiros supercomputadores criados, o ENIAC. Elas eram responsáveis pela configuração do ENIAC, dando a ele as instruções necessárias para realizar os cálculos. 

Mais do que operar o maquinário, elas foram responsáveis por dar o pontapé inicial em muitos protocolos usados até hoje. Goldstine, por exemplo, criou o primeiro manual do ENIAC, com instruções de uso e melhores práticas, enquanto Goldstine e Jennings tiveram influência fundamental em sistemas de “salvamento” de configurações e preferências. 

Fora do supercomputador, ainda, Snyder criou o primeiro sistema informatizado para o censo americano, inventou o teclado numérico para facilitar na programação e, curiosamente, foi uma das precursoras dos computadores na cor “gelo”, totalmente comuns nos anos de 1990.

Carol Shaw

Por fim, mas não menos importante: Carol Shaw, a primeira mulher a trabalhar na indústria de games, sendo uma das principais pioneiras para a igualdade de gêneros nesse segmento.  

Inicialmente, a desenvolvedora trabalhou em Polo (jogo de 1978 feito para uma campanha promocional da grife Ralph Lauren), e na sequência foi lançado comercialmente o primeiro jogo criado por uma mulher: o 3D Tic-Tac-Toe, de 1979, inspirado no tradicional jogo da velha. 

Em meio a discriminação contra mulheres no mundo dos games em 1983, Carol Shaw criou um dos jogos mais emblemáticos e inesquecíveis da sua trajetória: o River Raid. Graças a sua invenção, o game introduziu mecânicas jamais vistas antes, como a movimentação do avião e limitação do combustível, já que sem ele você também morria. 

Esses são apenas alguns dos nomes de mulheres pioneiras que revolucionaram a história da tecnologia. Mais do que nunca, devemos incentivar meninas e mulheres a darem forma ao sonho de entrar na área da tecnologia. 

Devemos sempre lembrar desses grandes nomes e formar cidadãs que têm tudo para fazer ainda mais diferença no mundo!

REDAÇÃO MENTORAMA

Escrevemos sobre conceitos e notícias do mundo do design, programação, desenvolvimento de jogos, educação, desenvolvimento pessoal, carreira e negócios.
Inscreva-se em nosso blog

Não te mandaremos spam!
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments